Não sou super pai…

 

Pai do diário do papai..

O meu pai José Luiz comigo e meus irmãos.

 

 

A pergunta que mais me fizeram nestes últimos dias foi a seguinte: o que é ser pai para você?

Pergunta tão simples e, ao mesmo tempo, tão difícil de se responder. Lembrei das campanhas e mais campanhas onde todos falam em pai super herói, com a fantasia do Superman debaixo da camisa, voando com as mamadeiras e fraldas na mão para acudir e proteger os filhos.

Este é apenas o meu segundo dia dos pais. E particularmente, me sinto muito distante de ser sequer a sombra de um super herói. Tenho muitas fragilidades que não se resumem apenas à uma pedra verde de kriptonita.

A Luísa vem crescendo e agora a atenção tem que ser redobrada. Não bastam os cuidados com a saúde, higiene e alimentação. Não basta trocar a fralda, dar um suco e uma alimentação equilibrada. É preciso atenção em cada passo ou brinquedo que segura, olhar atento para os locais que tenta subir e muita disposição para brincadeiras e carinho. Além disso, a educação do bebê requer cuidados especiais nesta fase de desenvolvimento. É de assustar…

Luísa não tem um super herói em casa. Não tenho capa vermelha, não saio voando por Florianópolis e nem tampouco tenho visão de raio X. Existem muitas pedras de kriptonita que podem me enfraquecer. Tenho minhas dificuldades e instantes em que não sei o que fazer ou como agir. E não tenho a certeza, em algumas oportunidades, se o que fiz foi certo ou errado. 

E o que faço nestes momentos?

Lembro de meu pai brincando comigo e meus irmãos Luiz e Stefano durante à noite e de sairmos pra buscar minha mãe na escola onde ela lecionava. Somos em três com  uma diferença de seis anos apenas…

Lembro do meu pai enchendo uma Brasília velha com uns dez moleques e nos levando para jogar futebol todas as manhãs de sábado. Também dele nos levando aos jogos da gloriosa Associação Atlética Caldense e das viagens de trabalho que o acompanhávamos felizes da vida.

Lembro ainda do meu pai olhando por cima dos óculos para demonstrar que não estava gostando do que eu estava fazendo. Aquilo sim era uma visão de raio X.

Não me recordo dele deixar transparecer quais eram as suas pedras de kriptonita, de quais eram seus momentos de dúvida ou apreensão. E sei que eles existiram e ainda existem. E ainda hoje peço seu socorro em vários momentos.

A gente tenta acertar. E em tudo que faço com a Luísa minha intenção é passar uma boa educação a ela. Muitas vezes tenho pânico e aí penso:

Como meu pai agiria nesse caso?

Pensando assim, consegui chegar à resposta da pergunta sobre o que é ser pai para mim: ser pai é crescer junto.

Posso não ser o homem de aço. Mas sou o filho dele.

Então, quero agradecer a você, senhor José Luiz, por tudo que faz por mim. Te amo demais e queria que não houvessem esses mil quilômetros nos separando, para te dar um grande abraço neste domingo. Saiba que tento fazer o máximo neste meu novo papel e espero ser para sua neta a metade do que você foi e é para mim.

E tenho a plena convicção que se eu conseguir isso, Luísa será uma garota muita feliz.

Feliz dia dos pais a todos papais….

 

 

 

You may also like...

Comentários

  1. jose luiz disse:

    feliz dias dos pais para você fabricio que tenha um ótimo para comemorar

    DEUS TE ABENCOE