Crescendo pelo Facebook

IMG_1521

 

_Essa é a primeira criança que eu vejo crescer pelo Facebook.

A frase dita por um amigo me chamou a atenção. E é a mais pura verdade. Luísa vem sendo acompanhada pelas redes sociais desde o dia em que ficamos sabendo de sua existência. Foi incrível a maneira como relatamos o caso e principalmente, as centenas de manifestações de carinho que recebemos até hoje.

Aí comecei com o Diário do Papai e outros dia desses uma amiga sugeriu que eu resgatasse algumas das postagens sobre a chegada da Luísa. Resolvi então fazer esse texto.

Embora muitos possam achar que foi uma “exposição” exagerada do bebê, a realidade é a de que tanto a família da Gisele e quanto a minha moram em Minas, a mil quilômetros de distância. Era – e é –  uma forma de participarem mais ativamente da história, de receberem imagens e sentirem um pouco da nossa alegria.

Postei a primeira foto dela após vários pedidos, ainda no primeiro final de semana que ela passou aqui em casa. Minha mãe criou seu perfil no Facebook dois dias após a chegada da primeira neta.  E, como mãe coruja que é, curte todas as imagens e notícias (podem ver que aqui mesmo no blog tem postagem que ela é a primeira a comentar). Sempre que minha sogra liga o computador, a bisavó  pergunta se existe alguma foto nova ou “se tem alguém por aí”.

Ou seja, todo mundo espera alguma coisa:  uma foto, um vídeo, uma notícia. A Luísa virou o bebê do Facebook. A família descobre que nasceu um dente novo, que ela falou isso ou aquilo, se foi passear no shopping ou na praia, tudo pela internet.

Agora ainda criamos um grupo no WhatsApp para podermos trocar mais fotos da família.  Tem sido diferente.

Muitas vezes nos sentimos sozinhos por aqui e lamentamos que a família (tios, tias, primos, primas, vovô e vovós) vejam o crescimento da Luísa apenas pelas redes sociais. Fico muito triste por perderem os primeiros passos, as primeiras sílabas e até as primeiras birrinhas. Acho que por isso surgiram os textos mais melosos, as fotos e até mesmo o Diário do Papai.

A foto acima nessa postagem é a primeira da Luísa que eu divulguei nas redes sociais. A outra, foi feita essa semana. Encontrei o texto que fiz assim que conheci nosso bebê. Atendendo aos pedidos, segue:

 

Um dia que nunca mais irei esquecer.

Um dia que começou como outro qualquer, com o cafezinho preto extraforte pela manhã, uma matéria aqui, outra matéria ali, uma passada no Giba para aparar o cabelo e mudar o visual.

E no começo da tarde, tudo endoidou…

Chamados meio que na correria para uma conversa no Fórum de Florianópolis e, eis que de repente, chega ao fim uma espera de mais de dois anos e meio…

Eu e a Gisele Prado Escandiussi conhecemos a Luísa, NOSSA FILHA…. Vinte poucos dias, pouco peso ainda, mas uns olhos negros maravilhosos (e imensos)…

Chegou ao fim o processo de adoção. Em menos de uma semana ela estará aqui em casa.

Sou pai. Gigica é mamãe.

E viva o Papai Noel, a cegonha, os anjos da guarda, os meus guias que nunca me deixaram de lado.

Obrigado…. obrigado pela torcida de todos… muitos acompanharam de perto e sabem o que isso significa….

A Luísa Prado Escandiussi já chega muito, mas muito amada e querida por toda a família….

 

Depois dessa postagem vieram outras e outras.  Mesmo assim, ainda lamentamos por aqui que o pessoal acompanhe tudo de tão longe.

Não é fazer propaganda pro Zuckerberg, mas esse troço do Facebook tem amenizado a saudade e ajudado para que todos acompanhem o crescimento da Luísa mesmo lá das Minas Gerais. É difícil criar a filha tão longe da família. Ainda mais para mim, que tenho uma tão grande.

Podem até achar que é exposição exagerada. Para mim, é apenas mais uma forma de fazer com que todos participem um pouco mais de perto da vida de nossa filha, nem que seja pela tela do computador.

Por isso sempre digo que a timeline da Luísa coincide quase que exatamente com a data de seu nascimento.

 

feriado5

 

You may also like...

Comentários

  1. Elizabete disse:

    Porque esse amor deve ser propagado aos quatro cantos! Porque é puro, real e a Luiza existe! Deus os abençoe família iluminada!

    1. Fabricio disse:

      Obrigado pelo carinho Elizabete,,.. Beijãooo

  2. oraida maria santos escandiussi disse:

    Olhe eu aqui…li. emocionei…chorei…É uma otima maneira de acompanhar meus queridos aí em Floripa.Mas não é para corujar e emocionar? Parabéns!

  3. Ivana disse:

    A história de vcs e da Luisa me inspira desde o primeiro instante. Emociona, toca e, mesmo de longe e sem nunca ter visto a pequena, adoro ver ela crecendo feliz! A forma leve e tão cheia de amor com que vcs três vivem me motiva a sonhar o mesmo sonho… Cada post do Diário mostra que a felicidade é feita de coisas simples e que a grande aventura da vida é aprender todos os dias! Obrigada por me ensinarem tb nessa jornada! Bjao de Berlim pra vcs três!

  4. Annie disse:

    importante dividir com os que nos amam o que acreditamos ser importante. o que os outros pensam…. é apenas o que eles pensam! parabens pela Luisa….. continuo minha leitura inciada há poucos minutos!

    1. Fabrício Escandiuzzi disse:

      Que legal que está gostando Annie.. Fico muito feliz… Seja muito bem vinda aqui.. Beijão…