Diageo anuncia ampliação de licença paternidade para seis meses

Mais um avanço significativo para nós que tanto lutamos por maiores avanços na questão da parentalidade e, principalmente, por mais participação dos pais na criação e cuidado dos filhos. Este mês de maio se encerra com uma boa notícia: a Diageo anunciou uma nova política global de licença familiar. Homens e mulheres da empresa passam a ter direito a uma licença paternidade e maternidade de 26 semanas (6 meses)

Líder mundial em bebidas alcoólicas premium e proprietária das marcas como Johnnie Walker, Ypióca, Smirnoff, e Tanqueray, entre outras, a Diageo anunciou o início da implementação de uma nova política, oferecendo a licença para homens e mulheres de 26 semanas (6 meses) com salário integral. No Brasil, a Diageo também iguala as condições da licença paternidade às das mães que já gozavam dos 6 meses. A nova política será aplicada a partir do dia 1º de julho, quando a companhia inicia seu novo ano fiscal

De acordo com Gregório Gutiérrez, presidente da Diageo para a região PUB (Paraguai, Uruguai e Brasil), a nova proposta faz parte dos esforços para criar um corpo de funcionários inclusivo e diverso. Com a política, a companhia espera ajudar os funcionários a focar na construção de suas famílias ao mesmo tempo em que prosperem na vida profissional, e garantir tanto às mulheres quanto aos homens a oportunidade de cuidarem de seus bebês independentemente de onde morem ou trabalhem.

“Estamos comprometidos em criar uma força de trabalho verdadeiramente inclusiva e diversa. Nós acreditamos que as empresas têm um papel importante na formação do futuro da sociedade. Companhias globais como a Diageo devem fazer mudanças ousadas em suas políticas e nos ambientes em que seus funcionários atuam para garantir que o progresso aconteça verdadeiramente”, afirma.
Inclusão e gênero

Os esforços da companhia para criar um ambiente de trabalho inclusivo e diverso já foram premiados pelo menos quatro vezes nos últimos meses. Em janeiro de 2019, a Diageo foi reconhecida globalmente pela Bloomberg, em seu Índice de Igualdade de Gênero, e em 2018, pela Thomson Reuters como a quarta empresa mais inclusiva e diversa. Já localmente foi congratulada pela Prefeitura de São Paulo, com o Selo Municipal de Direitos Humanos e Diversidade, e pelo Guia Exame de Diversidade na categoria Bens de Consumo.

“É com grande orgulho que anunciamos a nova política de licença familiar da Diageo para todos os funcionários dos mercados Paraguai, Uruguai e Brasil. Estenderemos a licença para os homens para seis meses, com a manutenção de salários e benefícios, assim como já acontece com as mulheres. A nova política abrange todos os tipos de casais que temos na companhia”, comenta Tatiana Sereno, diretora de Recursos Humanos da Diageo para PUB.

Atualmente, o escritório da empresa, em São Paulo, conta com 350 funcionários, sendo 49% mulheres e 51% homens, sendo 50% das mulheres ocupando a alta liderança da companhia no Brasil. Globalmente 50% do conselho diretor da Diageo e 40% do comitê executivo são compostos por mulheres. A empresa emprega no Brasil cerca de 1000 funcionários.

Para quem acha que essa história é “bobagem”, grandes empresas líderes mundiais em seus segmentos estão apostando em ações que visam a igualdade de gênero, além de propostas extremamente positivas visando possibilitar a presença de papais e mamães o maior tempo possível com os filhos. Recentemente, foi a Siemens quem criou política semelhante, saiba detalhes aqui. Para os empresários antenados, é bom ficar de olho.

You may also like...