Procura-se empreendedores da área de primeira infância

Danone

 

Está aí uma ótima oportunidade. A Artemisia, pioneira na disseminação e fomento de negócios de impacto social no Brasil, está em busca de empreendedores que atuam com produtos e serviços inovadores focados na Primeira Infância (que compreende a gestação aos 6 anos). Em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV) e a Danone Early Life Nutrition, a organização anuncia a segunda edição do Artemisia Lab Primeira Infância, um programa que vai selecionar 25 empreendedores para um processo de pré-aceleração de seis semanas, em São Paulo.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas até 22 de julho pelo site www.artemisia.org.br/lab/

Com o objetivo de fomentar e apoiar negócios de impacto social voltados para um período na vida da criança que é considerado por especialistas como uma janela de oportunidade, o Artemisia Lab Primeira Infância tem como público-alvo empreendedores de negócios e startups com protótipos já desenvolvidos e em fase de testes no mercado. Entre os critérios, os inscritos devem ter real intenção de melhorar a qualidade de vida da população de baixa renda com soluções focadas na Primeira Infância. A organização prioriza a busca por negócios que apresentam soluções alinhadas a temas, como pré-natal, parto e nascimento; nutrição; saúde da criança; parentalidade e educação (olha nós do Diário do Papai aqui); brincadeiras e interação com a natureza.

A iniciativa integra o Artemisia Lab, programa da Artemisia que atua com temáticas específicas, críticas para o desenvolvimento do país. A organização vê a importância de fortalecer o crescimento do ecossistema de negócios de impacto social, fomentando negócios em fase anterior à Aceleradora e pertencentes a setores que ainda apresentam número incipiente de iniciativas no país, que são estruturantes e essenciais para a transformação do Brasil, gerando impacto à população de baixa renda. Esse é o caso da Primeira Infância. No programa, os participantes são desafiados a refinar o modelo de negócio e impacto social de suas soluções, com o objetivo de avançarem no desenvolvimento do negócio em aspectos fundamentais como produto/serviço, impacto, cliente e equipe – e que estejam mais preparados para os próximos passos e processos de aceleração, pensando no seu crescimento e ganho de escala.

Os participantes ainda recebem apoio da equipe Artemisia; de especialistas da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal e da Danone Early Life Nutrition – um time altamente qualificado de mentores especializados nas temáticas primeira infância e nutrição; e do próprio grupo de empreendedores que se forma durante o programa. O objetivo é que tenham maior clareza para os próximos passos do negócio e avancem na trajetória empreendedora.
Nova edição, novos desafios

A primeira edição do Artemisia Lab Primeira Infância, realizada em 2015, teve o objetivo de diagnosticar o cenário de negócios de impacto na temática da Primeira Infância no Brasil – o que permitiu um melhor entendimento do ecossistema de negócios de impacto social voltados à temática. “Estamos construindo, em parceria com organizações que são referência em seus segmentos, uma estratégia de fortalecimento de negócios, cujo objetivo é transformar a realidade da Primeira Infância no Brasil por meio de soluções escaláveis; iniciativas que possam ajudar a solucionar os principais desafios relacionados ao tema. Com isso, esperamos impactar positivamente a vida de milhares de crianças ao longo prazo”, avalia Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemisia.

A executiva acrescenta que, com o aprendizado de 2015, a nova edição mira no fortalecimento dos melhores negócios em fase de pré-aceleração. “Queremos que os empreendedores avancem dentro do estágio de desenvolvimento; estejam preparados para uma fase de crescimento e, possivelmente, para um futuro processo de Aceleração”, salienta.

Segundo Eduardo Marino, gerente de Conhecimento Aplicado da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, “há um provérbio que diz ser necessário toda uma aldeia para criar uma criança. É dessa forma que enxergamos o cenário da Primeira Infância no Brasil; apenas com o esforço de todos os setores (governo, empresas, famílias e sociedade) é que vamos conseguir criar estruturas eficientes para dar suporte a este período tão importante para o desenvolvimento das crianças. Por isso também buscamos fomentar a construção de um ecossistema de negócios de impacto social voltados para a Primeira Infância”.

Arthur Lorenzetti, diretor de Healthcare Nutrition da Danone Early Life Nutrition, ressalta que a empresa reconhece a importância do cuidado especial com crianças não só nos primeiros 1.000 dias de vida, mas durante todo o período da Primeira Infância. “Sabemos que os resultados dos cuidados nessa fase da criança têm reflexo na vida inteira do indivíduo. A Danone Early Life Nutrition espera contribuir com o desenvolvimento de negócios inovadores focados em nutrição, formando indivíduos e empresas que venham a cooperar com a missão de ajudar a transformar a realidade nutricional da criança brasileira, começando pelos primeiros 1.000 dias”.

You may also like...