Tagged: Luísa

mãe Comments

Carta para a mamãe

Mamães de primeira, segunda e terceira viagem sempre serão mulheres maravilha, na opinião do nosso Diário do Papai. Feliz dia das Mães: sem vocês nada seria possível.

birra infantil como lidar Comments

Birra: criar limites e educar ou… sair correndo de medo?

Um dia desses, perdi minha paciência. Não me lembro ao certo o motivo que deu início à birra, se era Luísa que queria um tempo a mais para assistir desenhos, se era por causa da roupa, dos brinquedos, ou se não queria guardar algo. Sei que perdi a linha. Elevei o tom. Explodi. E depois veio a culpa. Um sentimento ruim. A vergonha. Vergonha porque a criança de quatro anos de idade é ela, e não eu.

Brincar ao Ar Livre Comments

Libertem as crianças: brincar ao ar livre faz bem para pais e filhos

Papai andava sumido ultimamente. O retorno às atividades profissionais de uma forma, digamos, bem mais intensa, me fez correr de um lado para outro sem tempo para nada. Corre daqui, corre dali e comecei a sentir falta de uma das coisas mais intensas que tenho vivido nestes três anos que exerço a função de papai em tempo integral: brincar com a Luísa.

Comments

Atenção papais: Paternidade ativa não é só trocar fraldas e pagar contas, aponta relatório

Não há mais espaço para “piadinhas” que reforçam os estereótipos de papais desastrados e nem para marmanjo com “nojinho” de trocar fraldas cheias do “número dois”. Você acha que pai participativo é aquele que ajuda a trocar fraldas, pega as crianças na creche, as leva para brincar no parque e tomar sorvete?
Ser pai deve ser muito mais do que isso.
A presença paterna tem até aumentado, mas pecamos em pontos importantes: a divisão de tarefas com as mulheres continua muito abaixo do esperado. Temos que nos mexer…
É o que mostra o surpreendente Relatório da Situação da Paternidade no Brasil, divulgado pela Promundo.

Adoção de crianças amor Comments

Adoção: entrega consciente também é ato de amor

No inicio tudo pareceu absurdo para nós, mas com o tempo passamos a perceber que a entrega consciente de um bebê para adoção é sim, um ato de amor. E somos nós mesmos, que estamos na fila e tanto queremos um filho, que precisamos acabar com o preconceito e incentivar ações como essas.

Comments

Papai, o dinossauro do jardim

Numa manhã qualquer, Luísa pede para que brinquemos pela casa e pelo jardim. Deixo tudo o que teria que fazer de lado para virar criança e me transformar em tudo o que ela imaginar. Como é bom deixar de ser adulto às vezes.. E você? Se transformou no quê para o seu filho hoje?