Tagged: paternidade

pai que ajuda Comments

Pai que “ajuda” é coisa do passado

Paternidade ativa ou papais de facebook? Diário do Papai traz reportagem especial sobre o relatório “A Situação da Paternidade no Mundo”. Documento mostra o quanto a presença dos homens no cuidado com as crianças é fundamental para o desenvolvimento de um ser humano livre de preconceitos. E mais: especialista pede atenção em material que é compartilhado em redes sociais.

Comments

Poder Judiciário recebe sugestões em audiência pública para aprimorar adoções em SC

Habilitada para a adoção há um mês, a cabeleireira Thaise Bender, 30 anos, foi uma das participantes nesta sexta-feira (12/7) da audiência pública “Alternativas para uma adoção rápida e segura”, no auditório do Tribunal Pleno, na sede do TJ. A intenção da instituição foi reunir opiniões para aprimorar os processos de habilitação e de adoção e assim aumentar as chances de crianças e adolescentes encontrarem uma família.

Comments

Atenção papais: Paternidade ativa não é só trocar fraldas e pagar contas, aponta relatório

Não há mais espaço para “piadinhas” que reforçam os estereótipos de papais desastrados e nem para marmanjo com “nojinho” de trocar fraldas cheias do “número dois”. Você acha que pai participativo é aquele que ajuda a trocar fraldas, pega as crianças na creche, as leva para brincar no parque e tomar sorvete?
Ser pai deve ser muito mais do que isso.
A presença paterna tem até aumentado, mas pecamos em pontos importantes: a divisão de tarefas com as mulheres continua muito abaixo do esperado. Temos que nos mexer…
É o que mostra o surpreendente Relatório da Situação da Paternidade no Brasil, divulgado pela Promundo.

Comments

Desafios e lições após o “Adoção na Passarela”

O tema Adoção veio à tona com tudo na última semana. Não pelos meios que nós que trabalhamos com o assunto esperávamos, como por exemplo a chegada do Dia Nacional da Adoção ou novas e sonhadas possibilidades para as milhares de crianças que esperam por famílias em abrigos espalhados pelo Brasil afora. E agora? Que lição ele deixa para abordarmos a adoção tardia.

Comments

Chega: não quero ser chamado de pai herói ou super pai

Um dia desses Luísa parou de brincar com suas massinhas e, insatisfeita, disparou: “Puxa papai, porque você não fala comigo?”. Aquilo me deixou péssimo. Nada de pai herói, me senti o pior dos pais do planeta. Ao mesmo tempo me fez refletir muito sobre essa imagem de paizão, pai herói...